http://thecutestblogontheblock.com/backgrounds/paisley-sweetheart

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Feliz Natal Caprichoso!

Mais um Natal está chegando e a Casa Caprichosa se enfeita para celebrar essa época tão gostosa do ano. Adoro caprichar na decoração natalina e inventar algumas coisas diferentes, como a "árvore na parede" feita com pérolas vermelhas! Dê uma olhadinha de como ficou minha decoração este ano:

Luzinhas pisca-pisca na varanda. Essa é a janela do meu quarto.

Luzes na varanda - Dia


Luzes na varanda - Noite

A árvore deste ano é natural. Comprei um pinheiro e depois do Natal vou colocá-lo na varanda. Gosto de árvores de Natal grandes, mas não comprei uma artificial porque não tenho espaço pra guardá-la. E também porque gostei da ideia de ter um pinheiro o ano todo...


Papai Noel já passou por aqui ;)

Essa é a janela do meu quarto vista de dentro, com as luzinhas lá fora...




Esse é o buffet da sala de jantar também enfeitado pro Natal.



Olha a minha invenção: "árvore de parede" na sala de estar. O cantinho do buffet logo atrás. 



Detalhe da parede do sofá:



Também tem meia para os presentes na maçaneta da porta!



Mais papai Noel espalhado pela casa:



No escritório, bengalinhas na prateleira:




Detalhe das velinhas temáticas na mesinha ao lado do sofá.



Desejo um feliz e delicioso Natal pra todos vocês e que 2014 seja um ano abençoado para todos nós!

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Como organizar senhas



As senhas se tornaram parte da nossa vida desde que a tecnologia começou a dominar nosso dia-a-dia. Até há pouco tempo atrás só precisávamos nos lembrar das senhas do cartão de crédito e do banco, mas agora temos uma infinidade de letras e números, em maiúscula e minúscula, com no mínimo 6 ou 8 caracteres que temos que nos lembrar. Haja memória pra tudo isso! É mais uma coisa que precisamos organizar para não atrapalhar a rotina corrida que temos.

A melhor maneira de organizar todas as senhas - profissionais e particulares - depende do tipo de rotina de cada um. Tem gente que trabalha em casa, outros passam o dia fora, outros que possuem secretárias para resolver assuntos particulares etc. E também existem diversos recursos para manter todas as senhas reunidas em um só lugar.

Se você usa muito o computador durante o dia, por exemplo, pode reunir as senhas em um documento do word e criptografá-lo. Assim, você só precisará se lembrar de uma senha para conseguir abrir o documento. Pode também utilizar os diversos gerenciadores de senhas que existem na web, basta fazer uma rápida busca e escolher o que preferir: muitos são gratuitos, alguns são programas que podemos acessar de qualquer lugar online, outros são programas que precisam de download para o seu computador. São seguros e práticos para quem tem acesso ao computador ou internet o dia todo.

Existem ainda aquelas pessoas que preferem o velho caderninho de anotações - como eu! Não gosto de manter nada arquivado somente no computador: e se der algum problema sério e corromper tudo? E se for roubado? Minhas fotos, por exemplo, tenho em um programa online (na nuvem) e no HD externo, mas isso é assunto pra outro post, prometo!

Tenho todas as senhas guardadas em um caderninho pessoal, que fica sempre em casa, mas longe do computador. Como eu trabalho em casa e não tenho diversos empregados, nem recebo muita gente, não corro risco de alguém encontrar. Só eu e meu marido sabemos onde está. Mas quando estou na rua e preciso me lembrar da senha do banco e dos cartões de crédito, recorro ao celular. Eu salvo as senhas em códigos como um contato na agenda, mas só essas de banco e cartão, que são o que preciso quando estou na rua. Nada muito elaborado, mas também nada que um ladrão vá entender. É só abreviar o nome do banco ou do cartão para 2 ou 3 letras. Foi uma maneira simples que inventei para quando minha memória falhar e tem dado certo. Já tive um celular roubado e o ladrão não decifrou nada!

Tento também não criar uma senha para cada necessidade, sei que não é seguro termos apenas uma senha para tudo, mas também não acho prático ter mais de 5 ou 6. Quando preciso criar uma nova senha misturo duas ou mais e crio uma nova. Assim, dá pra se lembrar da maioria delas.

E você, como faz pra organizar suas senhas?


domingo, 15 de setembro de 2013

Fazer Supermercado - Como Organizar esta Tarefa no Dia-a-Dia

Conheço algumas pessoas que amam ir ao supermercado: olham todos os produtos nas gôndolas, passeiam pelos corredores tranquilamente, parece que é um programa prazeroso de 2, 3 horas de duração. Mas, pra mim, é apenas uma tarefa doméstica, nem boa nem ruim, mas que tenho que fazer. E prefiro fazer sozinha, depois de algumas tentativas de "ter uma ajuda" do marido (que compra coisas que não comemos/bebemos mas que ele vai, um dia, fazer pra experimentarmos...Resultado: vai tudo pro lixo depois de vencer o prazo de validade.)

Assim, com o tempo, fui criando uma rotina desde a pré-ida ao mercado até a volta para casa, o que tem me ajudado muito a economizar dinheiro e tempo! Pra mim, a principal vantagem da organização é essa: poupar. Significa otimizar nosso tempo e economizar nosso dinheiro. E na minha rotina busco sempre essa combinação, por isso estabeleci algumas regrinhas referentes a essa tarefa - chatinha pra uns e deliciosa pra outros, mas necessária.

Ao contrário do que pode parecer, tudo começa -e não termina- nas refeições da sua casa. Isso pode variar muito de casa para casa, mas aqui somos somente eu e meu marido, além da diarista uma vez por semana. Eu trabalho em casa e meu marido tem horários bastante irregulares de trabalho, mas também trabalha boa parte do dia em casa, por isso fazemos todas as refeições aqui mesmo. Claro que em alguns dias almoçamos ou jantamos fora por diversos motivos: compromissos que impedem a ida para casa na hora da refeição, encontros de trabalho, com amigos ou simplesmente uma forma de lazer mesmo, mas são exceções. E, como a minha diarista só faz a faxina e passa a roupa, sou eu quem cozinha. Para aproveitar melhor o tempo que tenho, prefiro fazer o jantar em uma quantidade que dê para o almoço do dia seguinte, assim, só cozinho uma vez por dia. E, normalmente, a hora do almoço é mais corrida, com mais compromissos, é o tempo de só esquentar a comida mesmo.

Como eu não sou fã de cozinhar - não sou daquelas pessoas que adoram ficar testando receitas, inventando temperos e acham que cozinhar é relaxante - precisei definir alguns pratos fáceis de fazer. Pra mim, cozinhar é uma necessidade, então não invento moda... Por outro lado, não aguento comer a mesma coisa vários dias seguidos, acabo enjoando e nem dá vontade de comer. Por isso, pesquisei na internet alguns pratos básicos e rápidos de fazer, mas que sejam saudáveis. Tenho como regra aqui em casa não fazer fritura e nem comprar comida processada (aqueles nuggets, por exemplo, ou lasanhas prontas de microondas). Me manter saudável é prioridade, então cuido bem da minha alimentação. Assim, tenho alguns pratos definidos que vou revezando durante a semana. E é a partir desses pratos que faço a minha lista de compras.

Antes de irmos para a lista, queria explicar como organizo as refeições: até o mês passado eu tinha um cardápio quinzenal grudado na porta da geladeira, que atualizava e imprimia a cada 15 dias. Era uma planilha simples, com as refeições de segunda a domingo, durante duas semanas. Eu precisava mesmo como uma base para fazer a lista de compras e pra me dar uma ideia do que cozinhar quando não estivesse inspirada. Percebi que uma coisa que me "roubava" algum tempo do dia era ficar pensando "o que fazer para o jantar?" Então vi que um cardápio impresso na cozinha era a melhor solução: a cada 15 dias, no dia anterior de fazer as compras, eu atualizava para as próximas duas semanas, imprimia e fazia a lista do mercado. Mas, fui percebendo que, como não tenho uma variedade muito grande de pratos que sei fazer, acabava cozinhando os mesmos, com intervalos de alguns dias pra não enjoar. E o tal cardápio acabou não sendo tão utilizado assim e eu ainda perdia tempo pra atualizar e imprimir. Com isso, fiz uma mudança nesse sistema e agora tenho na porta da geladeira uma relação com os pratos que costumo fazer, divididos por carnes e acompanhamentos, além de sopas e lanches. É uma relação fixa, então não gasto mais tempo pra atualizar, nem tinta pra imprimir (olha a combinação de novo: economia de tempo e dinheiro!) e me ajuda da mesma forma: me dando ideias do que cozinhar e sendo um guia para a lista do mercado. Olha como é simples:






Agora sim, é a hora da lista de compras: fiz uma lista fixa no excel com tudo o que costumo comprar separada pelas seções do supermercado que vou sempre (limpeza, bebidas, congelados, mercearia etc.) e vou imprimindo 10 de cada vez e guardando numa gaveta na cozinha. Deixo uma grudada na porta da geladeira e vou anotando só a quantidade que preciso comprar de cada item conforme vai acabando. Assim, no dia antes das compras, dou uma revisada rápida na lista e vejo o que ainda preciso anotar. Muito mais prático, não? 

Aproveito este post para inaugurar uma coisa bem legal que queria colocar aqui faz tempo, os freebies! São como as amostras grátis que ganhamos de algumas marcas e que entrou no mundo blogueiro pra valer. E o 1o. freebie da Casa Caprichosa pra vocês é a lista do supermercado disponível para download gratuito neste link aqui. Depois me conta se ajudou sua rotina! ;)

Bom, é importante definir um dia da semana para fazer as compras. Prefiro às quintas porque é o dia em que as verduras e legumes estão mais frescos no meu supermercado e, como não tenho muito espaço pra guardar os mantimentos, faço uma compra grande quinzenalmente, em um daqueles supermercados bem grandes e mais baratos, e nas outras semanas vou à pé no mercado perto de casa - e mais caro - só pra comprar o que precisa ser fresquinho mesmo - pães e frios, por exemplo. Há pouco tempo passei a ir à feira toda semana comprar hortifruti só porque a feira é na minha rua e tem melhores verduras, frutas e legumes do que o mercado, mas mesmo assim, mantive a quinta-feira para ir ao supermercado. Com a lista, não tem necessidade de ir várias vezes por semana ao mercado comprar o que precisa para o jantar daquele dia ou só pra comprar um ou outro item que acabou. A economia de tempo é enorme, faça os cálculos! Com a lista em mãos, compro só o que está ali e não perco tempo tentando lembrar o que mais acabou em casa, nem olhando todos os produtos das gôndolas. Assim, não levo nem uma hora fazendo as compras e gasto o mesmo valor todo mês - o que ajuda muito no planejamento financeiro da casa. E, na feira, vou às mesmas 4 barracas sempre: uma de verduras, outra de frutas, a de legumes e a das flores (a mais bonita da feira toda!) Já sei o que vou comprar (nem faço lista, já tenho na cabeça) e quanto vai custar tudo. Às vezes compro um peixe fresquinho para o almoço, mas mesmo assim, não levo nem 15 minutos fazendo a feira.

Então, já sabemos a importância de se definir um cardápio da casa, de fazer a lista de compras baseada no cardápio, de se definir um dia da semana ou do mês para ir ao supermercado e/ou feira e de se ater à lista na hora das compras. Agora, tem a volta para casa com as compras: eu deixo guardadas na porta do carro várias ecobags de diferentes tamanhos que me ajudam demais nessa hora. Eu levo pro mercado, coloco no carrinho todas elas e vou fazendo a compra. Na hora de passar no caixa, vou guardando tudo nas minhas ecobags e não nas sacolas de plástico do mercado (outra opção são as caixas de papelão que todo mercado tem sobrando, é só pedir que eles trazem para você no caixa). Assim, uso cerca de 4 ou 5 ecobags pra guardar tudo, enquanto que as sacolas de plástico seriam, pelo menos, o dobro dessa quantidade. E ainda estou contribuindo para um planeta mais sustentável, com menos plástico...

Assim, são só 5 sacolas, no máximo, que tenho que colocar no carro e levar pra dentro de casa - e não um monte de sacolinhas que só duas mãos não dão conta. E ainda aproveito pra guardar os itens semelhantes na mesma sacola para facilitar quando chegar em casa: pego a sacola com produtos gelados primeiro e vou direto pra geladeira guardar tudo o que está ali. Depois, a mercearia e as bebidas que vão pra dispensa, o material de limpeza no armário da área de serviço, etc. Rapidinho está tudo guardado e é só voltar com as sacolas vazias para o carro.

Bom, esse é o meu sistema de organização para as compras do supermercado e para as refeições aqui de casa. Tente implementar algumas dessas dicas na sua rotina e veja se não faz diferença no seu tempo e no seu bolso!

Até a próxima!

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Projeto de Organização: Roupeiro Antes e Depois - 3


Esse foi o último armário a organizar na casa do casal que mostrei nos dois posts anteriores (aqui e aqui). Com as roupas do marido no armário do escritório, o armário deste quarto ficou livre para receber o enxoval do bebê que estava a caminho. Mas ainda tinha uma porta deste armário que precisava de uma boa organização: era o roupeiro, onde estava toda a roupa de cama, mesa e banho da casa.

Olha como estava quando cheguei:

Roupeiro Antes - Parte de Cima


Roupeiro Antes - Parte de Baixo


Roupeiro Antes - Detalhe

Reparem que na última prateleira ficavam alguns sapatos do marido, que passei para o armário do escritório, junto com a roupa toda dele. Essa mala de viagem foi para o quartinho dos fundos, junto com as outras malas. Organizar não tem segredo: basta colocar todos os itens iguais ou semelhantes juntos. 

Agora vejam como ficou depois da organização:


Roupeiro Depois



Sacos transparentes e etiquetados

Etiqueta nas prateleiras

Quanta diferença, né? Isso é o mais legal da organização, na minha opinião: ver o antes e depois. Imagino como a vida deste casal não ficou mais prática no dia-a-dia com a roupa da casa organizada, ainda mais depois da chegada de um bebê em casa.

Como tinha prateleiras suficientes para a quantidade de roupa, deu para organizar em cada uma duas pilhas, com espaço entre elas para as roupas não se embolarem. As etiquetas ficaram coladas na prateleira, em frente a cada pilha, para que a empregada e os donos da casa soubessem sempre onde guardar e encontrar o que precisavam: toalhas do casal e das visitas, lençóis do casal e das visitas, toalhas de mesa etc.

Aproveitei os sacos transparentes de embalagens de cobertores que a dona da casa já tinha para guardar as peças de maior volume e que não são muito usadas: travesseiros extras, colchas, edredons. Todos etiquetados também! Agora sim, a casa ficou pronta para receber o novo integrante: segura e com espaço livre para suas roupas e brinquedos! 

Se estiver precisando de uma boa organização também, seja para deixá-la segura para as crianças ou porque não aguenta mais perder suas coisas, me mande um e-mail: dmarcolini@ig.com.br. 

Até a próxima!


sexta-feira, 19 de julho de 2013

Projeto de Organização: Escritório Antes e Depois - 2

Dando continuação ao post anterior, hoje vou mostrar as fotos de antes e depois da organização do escritório de um apartamento que organizei.

O casal tinha muitos itens de escritório, o armário era quase uma papelaria! As 3 portas do armário do escritório eram ocupadas por todo o tipo de objetos: desde estoque de pastas, cadernos e papéis até itens eletrônicos, como mouses, cabos, CPU's etc. No post anterior, mostrei que muitos desses objetos foram para o armário do quartinho dos fundos, além deles terem separado muita coisa para doação e para jogar fora.
Assim, o armário do escritório ficou quase todo vazio, utilizei 2 portas para guardar a roupa do marido e a 3a. porta ficou dividida entre sapatos e ternos dele e o material de escritório mais utilizado no dia-a-dia.

Escritório:

O armário do marido era em outro quarto, além de ter muitas roupas novas guardadas em malas. Depois dele selecionar o que não queria mais, organizei o novo armário com tudo o que ele tinha à vista.

Armário do marido - Antes


Armário do marido - Depois

 Eles preferiram ver qual seria a quantidade final de peças que ficariam no cabide para comprarem os cabides iguais. Assim, deixei o armário organizado mesmo com os cabides antigos e diferentes. Ter cabides iguais faz o armário parecer mais organizado ainda.

Armário do marido - Prateleira de cima e Cabides - Depois 


Armário do marido - Prateleira de baixo - Depois

Nas gavetas de cima, meias organizadas em colméias que ele já tinha. Nas de baixo, sungas, uniformes e calças e shorts de ginástica.

Armário do marido - Gavetas - Depois


Armário do marido - Detalhe Etiqueta


A 3a. porta do armário ficou com o espaço dos cabides vazia, depois que muito material de escritório foi para o quartinho dos fundos. Aproveitei para guardar os sapatos do marido dentro de saquinhos de pano e seus ternos e casacos pesados com capas protetoras.

Armário do escritório - Antes


Armário do escritório - Gavetas - Antes


Armário do escritório - Depois


Armário do escritório - Gavetas - Depois

E você, o que achou? No próximo post, o último quarto organizado: o do futuro bebê, com toda a roupa de cama e banho do casal. 

Até lá!

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Projeto de Organização: Quartinho dos Fundos Antes e Depois - 1

Organizei o apartamento de um casal que precisava da ajuda de uma Personal Organizer para colocar ordem em 3 cômodos: o quartinho dos fundos, o escritório e o futuro quarto do bebê, que já estava a caminho.

Precisei começar pelo quartinho dos fundos - primeiro, porque era o mais bagunçado, e depois porque muita coisa que estava no escritório iria para lá. Precisei ver cada item com o casal e selecionar o que poderia ser doado ou jogado fora. Com isso, o espaço para os itens do escritório ficou garantido. 

O segundo cômodo foi o escritório, que deveria se transformar no "quarto do marido", já que ele passava a maior parte do tempo ali, mas suas roupas estavam em outro quarto: o do futuro bebê. Assim como no quartinho, organizei o novo armário depois de selecionar as roupas e sapatos que ele não queria mais.

E, por fim, com o escritório organizado, o quarto do bebê ficou com um armário de 2 portas vazio para guardar o enxoval, mas outra porta do armário também precisava ser organizada: a da roupa de cama e banho.

Neste post, vou mostrar as fotos do quartinho dos fundos, do antes e depois da organização. Nos próximos posts, mostro os outros quartos.

Quarto dos fundos:

Logo na entrada do quartinho já dava pra ver a bagunça da estante e no chão.

Entrada do quartinho - Antes

Consegui guardar tudo em caixas de plástico, separadas por tema, e etiquetadas.

Entrada do quartinho - Depois

Atrás da porta estavam tapetes que nunca usaram, mala de viagem, uma cesta de palha sem utilidade, um garrafão de vinho e bolsas penduradas na maçaneta.

Atrás da porta do quarto - Antes

Os tapetes e a cesta eles decidiram doar e os outros itens foram organizados em novos lugares. Com um gancho atrás da porta, as bolsas e mochilas que estavam no escritório ficaram organizadas no mesmo lugar. Teve espaço até para os sapatos da dona da casa, que estavam tanto no quarto dela como nesse quartinho. Ficaram organizados em sapateiras penduradas na parede.

Atrás da porta do quarto - Depois

O chão em frente à estante era um amontoado de coisas.

Chão do quarto - Antes

Também organizei tudo em caixas etiquetadas.

Chão do quarto - Depois


Chão do quarto - Depois

O armário tinha pouca coisa dentro, mas estava bagunçado também.

Prateleira de cima do armário - Antes

Serviu de espaço para os itens do escritório.

Prateleira de cima do armário - Depois


Dentro do armário - Antes


Dentro do armário - Depois

Aproveitei o espaço em cima do armário para guardar as malas de viagem e itens pouco usados dentro de sacos etiquetados.

Em cima do armário

Nos próximos posts, os demais quartos organizados!

Até lá!

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Decoração no quarto de criança: bonito e divertido

Me encanto quando vejo nas revistas aquelas fotos de decoração tão perfeitas, com tudo no lugar, sem uma poeirinha sequer! Acho bonito de se ver mas, ao mesmo tempo, dá uma sensação de que não tem vida naquele lugar. Adoro organização e limpeza, mas não com tanta perfeição como nas fotos. Acho que no dia-a-dia fica impossível deixar as almofadas sempre no mesmo lugar, retinhas, a não ser que não more ninguém ali! Ainda mais se a casa tiver crianças...

Por isso que adoro quando vejo que a decoração da casa foi feita para as pessoas aproveitarem todos os objetos e cômodos, principalmente o quarto dos pequenos. Acho que eles precisam ter um lugar para soltar a imaginação e a criatividade com seus brinquedos e brincadeiras. Achei essas fotos no site Apartment Therapy que provam como um quarto infantil pode ser bonito, lúdico, simples e divertido ao mesmo tempo, cada um no seu estilo.


www.apartmenttherapy.com



www.apartmenttherapy.com


www.apartmenttherapy.com



www.apartmenttherapy.com


www.apartmenttherapy.com


www.apartmenttherapy.com

Adorei essas bolas de papel em cima da cama! E o seu favorito, qual é?

terça-feira, 4 de junho de 2013

Casa Caprichosa no Pinterest

Sim, também estamos no Pinterest! São vários painéis organizados por temas, cada um mais caprichoso que o outro! Passa lá e se inspire com nossos achados! Entre em http://pinterest.com/casacaprichosa/ ou clique no link na barra do lado direito aqui do blog.

Pinterest



Pinterest


Pinterest